Pratos de carne
Pratos de carne
Papas de Sarrabulho


Chefe Colaboração de Belozinda Varela
In «A Boa Mesa do Alto Minho», Francisco Sampaio, RTAM, 2003

Ingredientes
1/2 Galinha gorda
1/2 kg costeletas de Porco frescas, magras (peso c/ osso)
125 g de Presunto
1/2 kg de carne de Vaca (ganso redondo)
1/2 kg de sangue de Porco
1/4 kg de miolo de Pão de regueifa
Sal, pimenta, cominhos q.b.
Numa panela com 2,5 litros de água fria, põe-se a cozer a galinha, as costeletas, o presunto e a carne de vaca, devendo ficar tudo muito bem cozido para que, no final, todas as carnes se possam desfiar à mão. Toda a espuma que se vai formando à superfície tem de ser retirada com cuidado. Coa-se o caldo obtido com a cozedura das carnes, e deita-se o miolo do pão de regueifa e as carnes desfiadas indo novamente ao lume, mexendo sempre, com uma colher de pau até ficar uma açorda relativamente consistente.
Num tacho, à parte, coze-se o sangue de porco em 1 litro de água com sal até estar o sangue bem cozido por dentro. Retira-se o sangue, que se aperta entre dois pratos para largar a água toda, e deixa-se arrefecer.
De seguida, junta-se o sangue, bem esfarrapado à mão, na panela onde estão o pão e as carnes. Deixa-se levantar fervura em lume brando, tendo o cuidado de não deixar pegar ao fundo.
Caso seja necessário, conforme a consistência desejada, acrescenta-se água de cozer o sangue. Rectifica-se de sal e pimenta e juntam-se os cominhos. Quer a pimenta quer os cominhos devem sentir-se bem.

A casta Vinhão juntamente com a casta Borraçal transmitem ao Vinho Verde Tinto de Amarante um perfil gustativo singular.

Marcas recomendadas